A difícil tarefa de não fazer nada!

Hoje faz vinte dias, vinte e duas horas e dezoito minutos que pedi o meu aviso prévio, ou seja, para a minha saída definitiva da firma falta nove dias uma hora e quarenta e dois minutos (e não estou contando o tempo). Nesse período de transição estou sendo obrigado a usar todo o meu intelecto, criatividade e inteligência para conseguir não fazer nada. Descobri como é difícil fingir que se trabalha. Na realidade, não fazer nada é muito mais trabalhoso do que trabalhar de verdade. Não consigo ver a hora de acabar isso para voltar a ativa, mas até lá... Vou continuar escrevendo para o meu blog.

Apesar da tarefa extremamente complexa que só pode ser realizada com perfeição por poucos, acabo chegando na mesma dúvida existencial do Grande Dilbert: “O que as pessoas faziam para fingir que estavam trabalhando na época que não existia o computador?” . Em outras palavras, as pessoas deveriam ser melhores ainda.


Bem, depois desses vinte dias, vinte duas horas e cinqüenta e dois minutos (tenho que escrever bem de vagar para render) arrisco a dar dez dicas de como fingir que se trabalha. Principalmente, porque todas as centenas de sites, revistas, blogs, fotologs, videologs, comunidades do orkut e gibis especializados em negócios, administração e informatica (colou?) que tenho acompanhando freneticamente, nesses árduos dias, dizem que o que “há” de mais vanguardista no mundo dos blogs e dar dez dicas, independentemente do assunto irrelevante e inútil que se trate essas dicas.

1) ALT+TAB: definitivamente, não é coincidência que essa combinação está em primeiro lugar da lista. É a mais eficiente, pois permite você mudar a janela ativa no seu PC do site dos malvados, da playboy ou aquele relatório em um piscar de olhos.

2) Google Reader: O agregador RSS do Google é uma beleza, pois todos os sites IDGNow! ou Cocadaboa ficam com a mesma cara. Só precisa fazer cara de serio e compenetrado durante a leitura das bobagens.

3) Revista Exame: Isso já é meio batido, mas ainda funciona que é uma beleza! Com o mínimo de técnica teatral é possível ler a playboy no trampo apenas colocando ela dentro de uma Exame, claro é importante ficar sentado, para evitar constrangimento, e fazer cara de serio e compenetrado, o que, vamos combinar não é nada difícil... Só lembre-se: a Exame não possui pôster na pagina central.

4) Dor de barriga: chegue na firma com cara de peixe morto, vá no banheiro de cinco em cinco minutos e dependendo da tua atuação consegue ir até para casa mais cedo.

5) E-mail: dispare muitos e-mails perguntando e pedindo informações para muitas pessoas e de preferência a mesma informação para dar menos trabalho, claro. Todo o pessoal vai ficar alucinado, correndo e se batendo de um lado para o outro. Se você quiser ver o terror mesmo, ligue perguntando que horas que os relatórios vai ficar prontos.

6) 0800: invente um problema em algum 0800 desse que usa a gravação: “aguarde um momento, sua ligação é muito importante para nós”, pois todas empresa que utilizam isso te deixam horas esperando para falar com um atendente que vai te tratar mal, não vai resolver o teu problema, vai te transferir para muitos outros setores e daí na hora que ele for concluir o protocolo tu pode desligar o telefone, quer dizer, fazer a ligação cair e ter que ligar novamente e começar tudo do zero.

7) Gmail: poderosíssima ferramenta de e-mail do Google que possibilita fazer chat, tipo MSN, com qualquer outra pessoa da sua lista de contatos que esteja on-line. Muito mais discreto que o MSN, nada fica piscando e pulando na tela.

8) Reunião: fazer uma reunião com um fornecedor de brincadeirinha. Convide aquele seu amigo que faz anos vê e diz que ele é um super fornecedor de São Paulo que feio te fazer uma visita e diversas propostas irrecusáveis.

1 comentários:

Ana Maria Santeiro disse...

Excelente! Não dá para tentat nenhuma delas pois sou a patroa! Mas gostei das dicas das ferramentas. abraço, ana maria.